12/05/17

Pausa


Já não me lembrava de como era ter um bebé. Passaram 4 anos desde que o meu filho nasceu e eu já não me lembrava. Um bebé precisa de todo o nosso tempo, precisa de nós por inteiro. E depois é aquele cheirinho doce, a pele macia, a cabecinha deitada no nosso ombro, o olhar sempre vivo, as descobertas diárias... um bebé vicia-nos de tão intensamente bom que é (mesmo com todo o cansaço e sono, muito sono!)! E o meu filho tem 4 anos. Uma energia linda, que ainda pede muito colo, que quer conversa a toda a hora, que adormece abraçado a mim, que é um menino amoroso que precisa de muita atenção e cuidado. A verdade é que ser mãe pela segunda vez me transformou ainda mais. Fez-me repensar, redefinir prioridades, sentir como nunca senti. Para além do trabalho como Mediadora na escola (que este ano tenho a tempo inteiro), o meu tempo tem sido inteiramente dedicado aos meus filhos. E mesmo assim parece sempre pouco, na vertigem dos dias e desta vida louca que vivemos. Por isso, este espaço tem estado em pausa. Não me apetece sentar a um computador. Não me apetece escrever. Tenho vivido e crescido muito. No trabalho, na vida. Tenho muito para dizer, para partilhar, para contar. Mas há um nó que não me deixa, por agora. Por enquanto, estou feliz e serena, a ser mãe.
 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário