05/08/15

Ser Mediadora na escola

Este foi um ano de desafios. Foi o ano em que regressei à escola como Mediadora, o que mais desejava. Um ano em que me conheci ainda melhor, em que me pus à prova e em que me senti parte de uma escola nova, com todos os desafios que esta relação comporta. Foi um ano que me permitiu desenvolver o que mais gosto: a relação, a comunicação e o trabalho de equipa e de projeto. Um ano que me fez ir mais longe como pessoa e como profissional, em que aprendi muito e em que quebrei estereótipos e preconceitos, sobretudo pelo trabalho que desenvolvi pela primeira vez com meninos ciganos. Foi, por isso, um ano muito mas mesmo muito especial.

Não posso deixar de agradecer a todos os que me acolheram, aceitaram e acarinharam ao longo deste ano, desde alunos a funcionários, passando pelos professores, colegas e direção, mas de uma forma muito especial às pessoas com quem trabalhei mais direta e continuamente. Senti-me em casa e como peixe na água. Cada vez mais sei que o meu caminho é pelo diálogo e pela paz e a mediação tem sido uma descoberta cada vez mais fascinante. 











Sem comentários:

Enviar um comentário