21/07/14

Abrandar


Têm sido dias (ainda) intensos. Últimas ações a decorrer, formação interna para 200 professores, certificação numa área que me fascina, viagens longas e aquela parte mais chata (para mim) de relatórios, papéis e afins. Começa agora o ritmo a abrandar. Naturalmente e imposto, também. Preciso de descansar, caminhar, ter tempo para mim e para os meus, ir à praia, cozinhar, ler e libertar a mente. Preciso de cuidar de mim agora, para me preparar para outro ano que se prevê igualmente intenso. Por isso, por aqui agora será tempo de partilhar apenas o essencial, as coisas boas da vida, dias felizes e o que acrescenta algo ao que sou. O trabalho fica em pausa até setembro!


Sem comentários:

Enviar um comentário