06/03/14

Regressar onde fui feliz

A música diz "nunca voltes ao lugar onde já foste feliz", mas eu faço exatamente o contrário. Gosto sempre de voltar aos lugares onde fui (e sou) feliz. Assim é com o Colégio de Calvão, onde vou regressar hoje para o curso de aprofundamento de "Coaching e Comunicação na Escola". Estou muito feliz e grata por isso!! Vamos começar por pensar o que são as nossas mãos, o que simbolizam e o tanto que podemos fazer com elas...


Com mãos se faz a paz se faz a guerra.
Com mãos tudo se faz e se desfaz.
Com mãos se faz o poema – e são de terra.
Com mãos se faz a guerra – e são a paz.

Com mãos se rasga o mar. Com mãos se lavra.
Não são de pedras estas casas mas
de mãos. E estão no fruto e na palavra
as mãos que são o canto e são as armas.

E cravam-se no Tempo como farpas
as mãos que vês nas coisas transformadas.
Folhas que vão no vento: verdes harpas.

De mãos é cada flor cada cidade.
Ninguém pode vencer estas espadas:
nas tuas mãos começa a liberdade.

Manuel Alegre

Sem comentários:

Enviar um comentário