23/03/14

A vida (e a morte)

Há uma parte da nossa vida que não controlamos. Digo sempre isto nos meus cursos. Quando comecei a minha quinta-feira, dia 20, não sabia como ela ia terminar. Comecei por dizer "today is the day". Não sabia que ia ser o dia em que o meu avô nos ia deixar. Tudo o resto fica imensamente pequenino ao pé da perda e da saudade. Tudo o resto pode esperar (e espera). Nestes dias, há quem diga que as palavras são a mais ou que não dizem tudo o que sentimos. Pode ser isso tudo. Mas as palavras confortam, animam e fazem sentir que não estamos sós. Entre muitas, ficam estas, em forma de poema... 

"Quando alguém importante parte
leva o seu calor
mas está sempre a cuidar-te
para que nunca te falte o amor" (E.P.)

Obrigada a todos pelo carinho!


Sem comentários:

Enviar um comentário