26/02/14

Frágil


De repente, parece que todos somos (ou temos que ser ) super-heróis, super-homens ou super-mulheres, cheios de força, coragem, sem medos, sem defeitos. Se demonstramos algum tipo de fragilidade, muitas vezes somos postos de parte, criticados, ridicularizados. "Porque dos fracos não reza a história", dizem. A verdade é que as histórias que nos contam, muitas vezes omitem as fragilidades que essas personagens também tinham. Porque todos as temos. Somos feitos de forças e de fraquezas, porque somos humanos. Mas, afinal, o que significa ser forte ou fraco? Quem o define? Por muito fortes que sejamos, há momentos de dúvida, de incerteza, de tristeza, de desânimo. E isso não tem mal nenhum nem faz de nós seres menores por isso, pelo contrário. Porque é preciso muita força e coragem para viver plenamente esses momentos e ser capaz de aprender com eles. Pode ser que muitos o ocultem, mas certamente o sentem também em algum momento das suas vidas. Assuma o que é, como é, e verá que os outros aprendem a respeitá-lo e a admirá-lo dessa forma.


Sem comentários:

Enviar um comentário