12/12/13

Dar tempo e espaço


Cada dia é uma aprendizagem para mim. Uma das questões que mais trabalho com professores é que a educação é um trabalho de uma vida e que os resultados só se podem ver a longo prazo (quando os vemos). Às vezes, eu própria, como formadora, tenho que me lembrar da ideia do "homem que plantava árvores" (livro já aqui citado e que recomendo vivamente!). É um trabalho de paciência e de um imenso respeito pelo tempo que uma "árvore" precisa para crescer. A verdade é que muitas vezes também eu me esqueço de que é preciso tempo, que há pessoas que precisam de mais tempo e de espaço para responderem aos meus desafios. É preciso lembrar-me que pode ainda não ser o momento, que estou a semear algo que pode vir a germinar mais tarde ou... não. Nem todas as sementes têm que germinar. E também é preciso aceitar isso. Nem tudo o que defendemos e nos apaixona faz sentido aos outros. E nem sempre também o sabemos colocar da melhor forma. Fico a pensar muitas vezes em tudo isto. Até que ponto consigo chegar ao outro? Até que ponto o outro me deixa chegar a ele? E quantas vezes penso que não chego e, mais tarde, o feedback é outro, tão diferente daquele que eu imaginava? Ai expectativas, expectativas... vão lá depressa para o "kit de emergência"!
É preciso respeitar o tempo e o espaço do outro. É preciso respeitá-lo e aceitá-lo como é, com o que traz e com o que nos dá no momento. É preciso repetir e recordar muitas vezes, para não esquecer.

2 comentários:

  1. uma grandiosa verdade... e muitas vezes nos esquecemos dela!

    ResponderEliminar
  2. Olá, Mafalda. Vou linkar este blogue no meu. Prometo vir com mais tempo. Para ler como devo. Beijinhos
    Adorei o efeito da neve:)

    ResponderEliminar